1. Jamais aceite como definitiva uma objeção. Objeção é um estágio de dúvidas. Explique melhor os benefícios do produto. Argumentar mostrando os benefícios vende mais porque faz os clientes pensarem no prazer e não na objeção.

2. Faça do seu cliente um cúmplice, jamais um adversário. Envolva-se e tenha empatia.

3. Sempre concorde com o cliente mesmo que em princípio você acredite estar com a razão. Depois, explique melhor os benefícios do seu produto. Não crie polêmica.

4. Não enfrente uma demonstração sem estar suficientemente preparado para responder todas as perguntas possíveis. Faça uma relação das perguntas que possam surgir, planeje sua resposta e treine.

5. Sempre que uma venda não for fechada, não deixe de anotar as objeções alegadas pelo cliente. Em um outro momento, conhecendo as objeções, você tem argumentos a mais para explorar.

6. O cliente falou que o produto é caro? Não repita nunca esta palavra. Diga que ele não é dos mais baratos e mostre as vantagens a seguir.

7. Estude, estude e estude o seu produto. Conhecer os pontos fortes do seu produto transformará em pontos fracos os argumentos do cliente.

chamando

8. Estude e explore os pontos fracos da concorrência. Eles são excelentes para superar objeções. Contudo, faça isso sem falar mal dos concorrentes.

9. Dê ao cliente todo o tempo possível para expor suas objeções. Não demonstre irritação ou impaciência, pois isso deixará seu cliente constrangido.

10. Se houver um impasse irreversível, inverta os papéis. Pergunte ao cliente como ele resolveria este problema. Crie alternativas e soluções em conjunto. Trabalhar no formato colaborativo fará com que o cliente fique do seu lado.

11. Utilize a linguagem, vivencia e principalmente, use palavras do cotidiano da pessoa. Isso fará com que ela facilmente faça conexões.

12. Utilize numerais na sua argumentação. Quando você usa argumentos com numerais você atrai a atenção, fisga interesse, dispara a curiosidade e vende melhor.

13. Levante informações, questione. Quando você levanta alvos, antes de atirar, você economiza uma porção de objeções. Entenda as necessidades do seu cliente, não perca tempo em negativas. É melhor ter alvos fortes com argumentos razoáveis do que argumentos poderosos em alvos fracos.

14. Conheça seu opositor, entendendo sua necessidade, seu perfil, e como ele se comporta durante
uma negociação.

15. Comece sua negociação com assuntos mais fáceis de lidar e que não envolvam situações críticas ou estados de ânimos alterados. Avance aos poucos para pontos mais polêmicos e de maior discussão.

Share →
© Mind On - Consultoria RH, Treinamento Empresarial, Cursos Liderança | Porto Alegre | Curitiba

Sobre a Mind On

A Mind On é uma consultoria em Recursos Humanos especializada em Educação Corporativa, Gestão por Competências, Avaliação de Desempenho e Cursos Abertos em Porto Alegre e Curitiba.

A Mind On é reconhecida no mercado pelos programas inovadores de treinamento e desenvolvimento de líderes, talentos e equipes, através de workshop e coaching.

Saiba mais

News

No thumbnail available

Como lidar com Clientes Difíceis

No atendimento ao cliente, muitas vezes lidamos com situações bastante delicadas. Entenda um pouco[...]

No thumbnail available

Conheça como lidar com alguns tipos de clientes

Quem trabalha com atendimento já sabe que o dia a dia com os clientes é dinâmico e bem variado! A[...]